Refletindo: Meu antigo amor vai se casar

16 janeiro 2017


Fiquei sabendo que meu grande amor vai se casar. Acho que ainda não tinha sentido uma dor parecida, não era de perda, longe disso, fiquei feliz por ele ter encontrado alguém tão especial. Mas todos os momentos e lembranças decidiram voltar de uma só vez.
 
Pensei em entrar no casamento, derrubar a decoração, jogar tinta no vestido da noiva. Mas, apenas sentei na cadeira e fiquei pensando na nossa música que não seria mais nossa: "E quando o sol chegar a gente ama de novo, a gente liga pro povo e casa semana que vem". Infelizmente ele deve ter cantado a mesma música pra ela.
Percebi então que a gente guarda muito amor adormecido no intimo do coração, o tempo passa e a gente diz que é capaz de esquecer alguém, mas não, fica incrustado na nossa memória.
Então me lembrei da nossa viagem juntos, e ele dizia, a gente é eterno tá? E rodeado de beijos, me explicava cada árvore que a paisagem mostrava e quando a plantação tomava conta, ele dizia que a estrada ficava feia, parece que agora eu só via plantação, tudo estava feio. A gente sabia que nosso futuro era incerto, mas insistíamos contra o mundo, contra a inveja dos amigos, fofocas dos inimigos.
A gente não se importava pra opinião dos outros, fingíamos ser eternos, trocávamos requinte por sanduíche do McDonald's, trocávamos Paris, por uma fazenda no interior.
Bem, talvez ele tenha feito a mesma coisa com a outra, tenha tocado no violão as mesmas canções, tenha feito surpresas nos dias parecidos, porque não? Talvez ela não tenha os mesmo beijos quentes que nós demos, nem as escapadas sórdidas que sempre tentamos negar, segredos que nunca poderemos contar. Talvez ele oculte de todos as nossas histórias, das viagens, das estradas.
 Pensando assim me perguntei se ele ainda lembrava de algo. Então, dois dias antes de se casar recebo um e-mail. Era um e-mail antigo dele, até estranhei quando vi o nome, e já imagina o pior: Suma da minha vida, me esqueça que não te amo mais. Mas não foi isso, lindas coisas foram escritas, lembranças sórdidas, abraços inesquecíveis reviveram na minha memória. E tudo aquilo se tornou tão perto de mim, tão palpável, que li chorando:

"Querido amor, se você ainda não sabe, eu vou me casar. É, eu sei, quem imaginava? Um menino imaturo que ainda sou. Posso dizer que amadureci depois do nosso triste término, fizeram nos separar, dividiram-nos. Talvez porque fôssemos cabeças fracas para deixarmos isso acontecer. Quem sabe, né? Eu ainda não me decidi se quero casar, os dias chegam tão depressa, as pessoas me falam sobre salão de festas, noiva, decoração, músicas, buffet, e eu penso em como falávamos sobre isso. Você sempre dizia que queria algo mais tranquilo, casamento a tarde no pôr do sol, só nós dois. Parece que tudo isso mudou, não celebramos mais amor, celebramos uma festa, que depois dela não sei o que vai acontecer. Não consigo esquecer da gente, quando vejo ela dizendo sobre vestido de noiva, vejo você entrando na igreja toda de branco e eu esperando no altar. Tá difícil pra mim, eu queria você aqui, eu queria nossas histórias juntas. Mas sei, é complicado, somos tão diferentes agora, maduros, trabalhadores, estudantes, não somos mais sem juízo como fomos, viajantes como éramos. Lembro com carinho quando te ensinei a dirigir a primeira vez, você era completamente louca, mas achava sua loucura muito linda, parecia com a minha. Talvez será bem difícil negar a todos a viagem do Uruguai, que nunca fomos e decidimos alugar um chalé na praia. Nunca viram fotos, nunca verão. Quando toco músicas a ela, eu penso em como seria tão lindo ser você que estivesse escutando. Você vai rir disso, mas minha noiva era loira, e um dia comparei aos seus lindos cabelos castanho, então ela resolveu pintar. Não é você, nunca será você. E minha tristeza é saber que não poderemos ficar juntos, mas se você me der um sinal que ainda me ama: largo a capital, vou embora para o interior, viro rockeiro, fico mais sério, deixo de beber, saio correndo do casamento, abandono a noiva, a decoração, meus pais, meu País. Eu vou ficar com você, não importa onde, não importa como. Se você disser que me ama, eu volto.
Com Amor, pra sempre seu."

Eu li, chorando, eu queria dizer, eu te amo, volta. Esquece a noiva, a igreja a decoração. Então pensei na dor da outra, em como foi triste chorar quando largamos, em como doeu ficarmos separados. Pensei em como foi difícil me recuperar, me mudar de lugar. Então descobri que quem realmente ama, deixa a pessoa ser feliz, deixa ir; Minha maior prova de amor, seria deixá-lo ir. Então resolvi responder:

"Querido ex amor (ou amor ainda). Você sabe que eu te amo, você sabe que nossas histórias jamais serão esquecidas e em algum dia vou contar pra algum namorado e ele ficará ciumento. E sei que um dia você vai contar a ela sem querer e terá briga. Mas não serei capaz de destruir sua vida. Vai, se case, seja feliz. Beije-a como se tivesse me beijando, ame-a como se tivesse me amando, veja-a de noiva como se tivesse me vendo. O amor é pra ser fácil, talvez sejamos pessoas que nasceram pra se amar, mas não pra ficarem juntos. Hoje deixo você ir, deixo-o, mas não vou te esquecer, quando tudo tiver dando errado, ame-a como se a gente tivesse voltado. Nossa histórias jamais serão esquecidas, as guardarei com cuidado. Por fim, felicidade, bom casamento, talvez a gente ainda se vê em outra vida, talvez sejamos amigos, talvez nossos filhos se conheçam e se apaixonem... Talvez... Um grande beijo de despedida que nunca tivemos a chance de dar.
Pra sempre, com amor."

E foi assim, não dá pra ser feliz trazendo infelicidade do outro, um dia outra pessoa nos amará, e nós amaremos outra pessoa, teremos histórias tão lindas quanto aquela, seremos felizes, esqueceremos do passado, planejaremos nosso casamento, faremos viagens linda, daremos sórdidos beijos. Amaremos com todo nosso coração. A gente tem que deixar uma coisa ir, pra felicidade verdadeira chegar. E quando isso chegar eu pensarei: Nossa, valeu a pena esperar!! E amarei tão verdadeiramente como se nunca tivesse amado.

- Autor desconhecido

27 comentários

  1. Olá
    O que dizer desse texto que eu amei por demais em? Eu tive muitas paixonites, dessas bem aleatórias, e sempre ficava triste (chegando a chorar) quando elas arrumavam um namoradoa ou algo assim, e eu jogava muita praga e desejar a infelicidade não é algo bom mesmo né? Enfim, achei bem mágica as suas palavras e sem dúvidas reflete em muita gente. Até mais ver
    Bjks

    ResponderExcluir
  2. Olá Kétrin
    Adorei poder conferir o texto diante da reflexão, mesmo porque possui uma profundidade enorme. Adoro poder ler esses tipos de textos, justamente por conta das mensagens que podemos encontrar, seja direta e indiretamente!
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  3. Ai Ketrin, que triste.Li a carta já com os olhos molhados e sentindo como se a situação fosse comigo. Amores tão fortes, mesmo que não vividos a dois, nos ensinam muito e o texto ficou lindo demais!!!
    Tenho uma resistência muito grande com livros com capas assim e pela capa eu não leria. Lendo as suas considerações, acho que é um enredo bem manjado e já temos muito deste plot pelas prateleiras da vida, por isso, vou deixar passar a dica.
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    que texto maravilhoso. Quem nunca ? Eu já senti a mesma vontade do autor (a) do texto e confesso que é uma dor bem estranha de ser vivenciada, mas faz parte da vida e passa.Realmente me emocionou.
    Adorei.
    Beijos
    www.estilo-gisele.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oie! Nossa que texto, eu já vi muitos de que eu gostava arranjando outras namoradas, ficando com outras e por assim vai, é bem complicado, um sentimento ruim também que se apodera de nós, mas diferente de muitos nunca desejei mal para eles por esteram com outras, sempre pensei: que sejam felizes.
    Bjss

    ResponderExcluir
  6. Oi, Kétrin!
    Que texto! Muito emoção. Uma reflexão muito bonita. Quando amamos o melhor a fazer é deixar a pessoa livre para fazer sua escolha. Não podemos fazer escolhas por ninguém.
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  7. Eu sempre me pergunto porque existe essa lenda de que não podemos ser amigas de ex. Sabe, se um dia você esteve com alguém é porque dividiram coisas boas. O que foi bom, nunca será apagado, nunca será esquecido... E não há problema em se lembrar com saudade, ter vontade de saber como o outro está. De relembrar o que viveram. Somos resultados das nossas experiências e vivências e ex amores fazem parte disso.

    bjos
    www.causoseprosas.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Kétrin!

    Tudo bem? Então este é um texto carregado de emoções né? E muitas mulheres passam por isso e eu fico muito grata por estar em uma fase calma e talvez encontrando um amor que possa me fazer muito feliz (#oremos!). Se o texto do anony se aplicar a sua vida desejo que essa fase passe logo :D

    Beijinhos,
    Jessie
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  9. Oi, mesmo sendo de um autor desconhecido, achei incrível o texto e me encontro com os olhos cheios de água. Triste, é como eu me sinto com a história, não se pode prender alguém quando não há amor, mas quando há não se pode negar a chance de viver ele quando antes lhe foi tirado. Término são tristes, mas não seria ainda pior que ele vivesse uma vida de mentiras? Porque ela nunca será você e ele sempre desejará que seja. Então achei lindo, mas não concordo com o final do texto... Mas é uma bela história e um belo texto, mas em minha mente o final é outro, onde ele mesmo a receber tal resposta e vendo que ainda o ama largue tudo e vá realmente ser feliz... Infelizmente nunca saberemos, mas é linda a história.
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  10. Oi, Kétrin!
    Impossível não se identificar em algumas partes com o texto, quantos amores perdemos, uns vem outros vão. A vida é assim, e devemos aproveitar o máximo possível, e tirar desses relacionamentos apenas as coisas boas. Um dia a gente encontra a pessoa que você vai amar de verdade, como nunca antes.
    O texto é lindo. E bem reflexivo. E a história até me lembrou um livro que estava lendo essa semana ''Meu romeu''.

    Beijos!
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi.

    Terminei de ler esse texto com lágrimas nos olhos. Que lindo! Nem imagino o quanto é difícil para as pessoas que perderam seu grande amor, ou tiveram alguma decepção na vida. Amar é isso: deixar o outro livre para ser feliz, mesmo que com outra pessoa. Não se deve prender ninguém ou ser egoísta. Amei, amei e amei esse texto!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Olá,

    Gostei muito da reflexão trazida no texto, já que em um dado momento da minha vida, me prendi tanto à alguém, a ponto de achar que não saberia viver de outra forma. Com a decepção e aos poucos, fui descobrindo a força em mim mesma e o quanto precisamos nos amar em primeiro lugar. Achei lindo o texto e espero ver mais posts assim por aqui.


    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  13. Me senti assim esses dias atrás, não por uma situação dessas, não por ainda o amar (não sei se algum dia o fiz), mas pela situação.

    Enfim... não acho justo com a noiva da vez XD ela quem irá sofrer com um homem que não sabe se a ama... Se quer mesmo passar a vida toda com ela. Toda história tem 3 lados... o meu, o seu e a verdade... No caso, aí são 4.

    Muito bom o texto!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  14. Nossa que profundo! Em pensar que essa é a realidade de muitas pessoas. Apesar de se amarem, tomaram rumos diferentes, conheceram outras pessoas...
    Não sei o que faria na situação da protagonista. Não conseguiria ser feliz com o meu amado sabendo que destruí a felicidade de outra, mas não suportaria saber que ele estaria com ela nutrindo sentimentos por outra.

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Achei o texto maravilhoso! Mas nada é tão simples assim como o autor coloca... Já acho que se você realmente ama a pessoa e ela também te ama a felicidade de vocês dois deve ser a primeira opção. Enfim, nada em relação ao amor é fácil.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Acho que não importa quantas pessoas a gente ame na vida para cada uma delas que já passou vai ficar guardado um restinnho de amor em nós pois de certa forma aquela pessoa teve um momento especial em nossa vida.
    Seu texto está lindo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Nossa que texto, bem forte e reflexivo. Realmente quando um antigo amor, que apesar do tempo ainda continua vivo, consegue fazer sua vida rodar, ficamos presos ao passado buscando explicação por que aquele relacionamento chegou ao fim. Adorei conferir este texto por aqui, espero ver outros desses.

    ResponderExcluir
  18. Olá! Que texto maravilhoso e carregado de emoções fortes. Eu, particularmente, levo como lema para vida que temos que deixar quem amamos livre, não vale a pena prender o que não deseja permanecer em nossa vida conosco.

    Beijos,
    Blog Anne & Cia.

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    O texto é super tocante, não tem como não se emocionar. E é isso mesmo, né, amar é desejar a felicidade mesmo que não seja junto com a gente e nos dar a chance de também encontrar a felicidade. Muito bom!
    Beijos,

    Luana

    ResponderExcluir
  20. Oiii,

    Nossa preciso admitir que fiquei meio na bad com esse texto rs, não sei se sou capaz de guardar em mim um amor assim, que não seja mais meu e esteja mal resolvido em mim.
    O texto esta muito bom, apesar de tanto sofrimento por um alguém que não é mais seu.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  21. Oie, tudo bem? Que texto bonito, e sofrido. Deve ser bem duro ver um antigo amor se casando, mas um pouco egoísta também querer que o outro largue tudo simplesmente porque você ainda não o esqueceu. Mas enfim, um belo texto.
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Oii!!
    Gostei muito do texto. Complicado, não sei se eu deixaria ir um amor que ainda sinto. Agora, ia depender muito do que aconteceu no passado, pode ser que seja algo que a confiança foi abalada ou não... Enfim, nem gosto de pensar sobre muito sobre isso rs.
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Oie
    nossa, é um texto intenso e complicado, não nem como me expressar pois é aquele tipo de situação que vc nao pode opinar caso não tenha passado, muito boas as palavras

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Olá!
    Que texto...
    Se eu fosse ela, mesmo sabendo da dor da outra, eu voltaria para ele. A dor da outra talvez passe um dia, mas a dor do arrependimento é maior...

    ResponderExcluir
  25. AI!

    Ultimamente não estou muito bem para digerir textos como este, mas não posso negar que me encantei com todo enredo e me dominou com as causas e efeitos.

    Não sei descrever o que senti ao ler estas palavras, apenas senti!

    ResponderExcluir
  26. Olá,
    Adorei o texto que apresenta uma escrita cativante e me prendeu do inicio ao fim.
    Não sei se seria capaz de um ato tão corajoso quanto esse de deixar a pessoa que ama ir para que ela seja feliz, afinal o amor é isso.
    Senti muito sentimento nas palavras e acabei a leitura com os olhos marejados!

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Olá Kétrin,
    Terminei a leitura desse texto com lágrimas nos olhos e o coração aquecido. Esse conto mostra exatamente o que sempre pensei: Não podemos criar nossa felicidade sob a infelicidade de outro.
    Espero levar isso para sempre comigo.
    Beijos

    ResponderExcluir