Magônia, de Maria Dahvana Headley

06 novembro 2016

Magônia

Autora: Maria Dahvana Headley
Editora: Galera Record (Grupo Editorial Record)
Número de Páginas: 307
Gênero: Fantasia

Sinopse:  Uma fantasia original com ótimos personagens, complexidade emocional e um universo fantástico. Aza Ray nasceu com uma estranha doença incurável que faz com que o ato de respirar se torne mais difícil. Aos médicos só resta prescrever medicamentos fortes na esperança de mantê-la viva. Quando Aza vê um misterioso navio no céu, sua família acredita que são alucinações provocadas pelos efeitos do medicamento. Mas ela sabe que não está vendo coisas, escutou alguém chamar seu nome lá de cima, nas nuvens, onde existe uma terra mágica de navios voadores e onde Aza não é mais a frágil garota enferma. Em ''Magônia'', ela não só pode respirar como cantar. Suas canções têm poderes transformadores e, através delas, Aza pode mudar o mundo abaixo das nuvens. Em uma brilhante e sensível estreia no gênero young adult, Maria Dahvana Headley constrói uma fantasia rica em nuances e cheia de simbolismo.


 Aza Ray é uma jovem que está quase completando dezesseis anos para o espanto dos médicos. Desde criança ela tem uma doença rara nos pulmões que a impedem de respirar direito, como se ela estivesse se afogando com o ar o tempo todo. Jason, seu melhor amigo, faz de tudo para Aza se sentir bem e ter os melhores dias da vida. Ele é a única pessoa que acredita quando Aza começa a enxergar um navio nos céus chamando pelo seu nome. A família dela acha que são alucinações, efeito dos medicamentos que ela toma.

Aza passa por uma crise e precisa ler levada urgentemente para o hospital, mas quando acorda ela não está no hospital ou em sua casa, ela está em um lugar totalmente diferente que fica nos ares acima da Terra, um lugar conhecido como Magônia. Lá Aza descobre que tem uma forte ligação com o lugar e o povo (meio humanos e meio pássaros) precisam da sua ajuda para sobreviver. A Terra e Magônia entrarão em conflito e Aza precisa decidir onde está sua lealdade.

"Ainda não me encaixo. Meu coração está metade na terra, metade nas nuvens."


Magônia é uma fantasia totalmente original e contagiante, eu nunca havia lido nada parecido e gostei muito do modo como a autora desenvolveu a história e o rumo dos acontecimentos. A narrativa é feita em primeira pessoa e pelo ponto de vista de Aza e Jason. Aza descrevia o seu sofrimento com a doença, ter que lidar com a pena das pessoas e a felicidade quando ela estava em Magônia. Já Jason, descrevia cheio de emoção seus capítulos em que estava longe de Aza e a certeza de que ela não havia morrido. Então era esse conflito de sentimentos propostos pelos personagens.


No começo Aza me pareceu muito melancólica, mas com o tempo ela foi amadurecendo e ganhando meu coração. É triste ver o seu sofrimento e a culpa pelos pais viverem só para ela, para garantir que ela sobreviva o maior tempo possível. Ela era conhecida na escola como "a garota doente" que tem suas regalias, mas a única pessoa que enxergava ela de verdade era seu melhor amigo, Jason, por quem nutria sentimentos confusos. Já Jason ganhou meu coração nas primeiras páginas, ele é sensível e maduro, um grande amigo que não se abala e faz o impossível para ver Aza feliz. Ele é determinado e encara a vida baseado nos fatos. Ele me encantou de primeira.

Como um todo, o livro é uma ótima fantasia e trás uma proposta bacana. A autora tem uma escrita leve e gostosa de acompanhar, adorei o mundo mágico que ela criou e toda a sua criatividade. Estou ansiosa para ler o segundo volume da série e espero encontrar as respostas que ficaram em aberto nesse volume. Acredito que todos os amantes de uma boa fantasia irão se encantar com essa obra.

16 comentários

  1. Olá
    Eu quero muito ler esse livro, especialmente porque tenho curiosidade sobre a protagonista é suas surpresas. Amo fantasia, então minhas expectativas são altas sobre essa ambientação. Acho a capa muito linda e não vejo a hora de ter meu exemplar em mãos.
    Beijos, Fer
    Www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. oie, que ótimo saber que você gostou desse livro, ele tem sido super bem comentado e estou ficando ansiosa para ler. Bom saber que a fantasia foi bem construída e que te deixou ansiosa para o segundo volume, e acho que vouu gostar desse tom melancólico da personagem.

    ResponderExcluir
  3. Fiquei imaginando todo esse enredo, essa melancolia da protagonista e o sofriento que a narrativa traz e isso é bem a minha cara, porque eu confesso que amo um dramalhão. Fiquei curiosa com a narrativa.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. oi!
    Gosto bastante de livros de fantasia, e tenho ouvido falar bem de Magônia.
    Pela sua resenha, vejo que é uma bela história mesmo. Gostei dessa ideia da autora, a menina doente aqui nesse mundo e ela em Magônia.
    Quero conhecer Aza e Jason e o que acontece em Magônia. Estou bem curiosa para lê-lo.
    bj

    ResponderExcluir
  5. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro mas devo dizer que gostei bastante da premissa!! :) Eu amo fantasia e a promessa que o livro traz agradou-me bastante!! :)

    Ainda bem que gostaste da leitura! :) E que e tao contagiante e inovadora!! :) Para alem de que essa capa esta maravilhosa!! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Ouvir que um autor trouxe algo de inovador no ramo desse gênero literário é algo que me deixou bem curioso para ler o livro. Pois eu sou um leitor bem convulsivo do gênero e encontrar algo bem inovador está sendo bem diferente. Quanto a escrita, fico feliz que ela é bem fluida, e eu amo livros escrito em primeira pessoa. Já sobre a capa,ela está um arraso, como todos os livros da editora. Até mais vê
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Já curti esse melhor amigo ai, sensível, que entende e companheiro, é pra casar. Nunca tinha lido uma história nesse gênero, mas fiquei surpresa por querer ler, parece uma fantasia bem construída e diferente, curti bastante. Essa capa também é linda e chama atenção né! Adorei sua resenha, muito bem escrita!

    ResponderExcluir
  8. Oi Kétrin, tudo bem?
    Magônia será uma das minhas próximas leituras, então é claro que estou muito ansiosa para ler. Não fazia ideia de que o livro faz parte de uma série e que há pontas soltas, isso me deixa um pouco apreensiva, mas ainda assim irei ler pois me parece ser uma história incrível e sensível. Deve ser bem difícil ver o sofrimento de Jason ao pensar que Aza morreu, dá uma aflição só de pensar! Enfim, ao perceber os pontos positivos da sua resenha, me sinto ainda mais ansiosa para realizar a leitura.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem??

    Achei a história realmente muito original! Me parece ser uma leitura agradável, mesmo eu não gostando tanto assim de fantasias... geralmente acho elas meio repetitivas, coisa que essa parece não ser. Também achei a capa linda!

    XOXO
    Umnovo-roteiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oie!
    Eu acabei de receber o livro da editora e estou bem curiosa com essa história.
    Gosto de uma boa fantasia, e ainda por ter uma narrativa leve, fquei ainda mais empolgada para ler.
    Gostei dessa dica.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  11. Olá, Kétrin!
    Primeiramente: QUE CAPA LINDA É ESSA?
    E como uma boa amante de fantasia e aventura, meus alarmes já soaram. Eu não conhecia o título mas já fui correndo no Skoob adicionar a minha lista de desejados. Gosto de histórias criativas e de leitura leve, então este parece ser o livro perfeito para mim.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Confesso que não sou muito fã dr fantasia, tanto que leio poucos livros assim. Mas esse me contagiou fácil, porque realmente é uma história original e cativante. E agora assim como você eu estou doida pelo segundo volume.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  13. Olá, Kétrin.
    Eu gosto de livros que são narrados em primeira pessoa porque acha que o leitor se sente mais próximo do personagem.
    Que história triste essa da Aza e que difícil ela ter que escolher entre a Terra ou Magônia.
    Eu também me encantei com o Jason de cara.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Esse livro tem uma história bem diferente. Misturar fantasia com uma doença é bem original. Fiquei pensando como a família e o Jason se sentiram quando a Aza sumiu. E que lado ela vai escolher.
    Adorei a sua resenha e se tiver oportunidade vou ler o livro.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  15. Oi Kétrin, imagina ter que viver com uma condição como se você estivesse afogando? Só esse fato já chamou minha atenção, e saber que se trata de uma fantasia bem trabalhada me anima ainda mais para fazer sua leitura. Valeu pela dica, abraços

    ResponderExcluir
  16. Oi Kétrin, tudo bem?
    Adorei a sua resenha, já tinha visto Magônia na capa gringa e quando vi ele aqui no Brasil fiquei louco para lê-lo. Aza parece uma personagem incrível e pelo que você descreveu da história eu tenho certeza que iria gostar, fantasia sempre me atrai.

    ResponderExcluir