A Garota de Treze, de Lilian Reis

18 novembro 2016

A Garota de Treze

Autora: Lilian Reis
Editora: Mundo Uno
Número de Páginas: 219
Gênero: Chick-lit, Romance

Sinopse: Oi, meu nome é Luce. Odeio ter treze anos, ser chamada de pirralha e não ser popular, mas, Acima De Tudo, odeio nunca ter sido beijada! Só tenho uma amiga de verdade, a Rafa, e um amigo apaixonado que tenta de todas as formas chamar minha atenção, o Bruno. Ele é pra lá de fofo, mas não gosto de garotos tão novos, entende? Minha vida sem graça começou a mudar quando botei os olhos no vocalista de uma nova banda. Nossa. Que gato! Eu já queria fazer aulas de violão, mas, depois que ouvi o carinha, decidi me matricular. Quase caí dura quando descobri que ele era o professor! Pelamordideus! Além de atencioso, paciente e lindo, tocava MUITO! Fiquei maluca por ele, tão maluca que decidi trapacear. Eu só não imaginava que as consequências seriam tão desastrosas!


Lucinda acabou de completar treze anos e está no período de descobertas da adolescência. Ela vive com sua mãe que é super protetora e está sempre a privando de tudo. Luce odeia ter treze anos e queria pular para os seus dezesseis, que é a idade que ela acha que a mágica acontece. Ela nunca foi beijada e sonha com esse momento, mas ela quer conhecer um carinha mais velho, pois os garotos da sua idade não tem maturidade.

Luce conheceu Noah em suas aulas de violão, pois ele era seu professor.Noah tem dezoito anos e se interessou por Luce, mas ela sabia que se ele soubesse a verdade sobre sua idade, ele nunca iria querer nada com ela. Ela estava maquiada e aparentava ter dezesseis anos, é aí que as mentiras começam a acontecer. Luce mente sobre sua idade e as coisas começam a fugir do controle e ela se encontra em uma verdadeira enrascada.



A Garota de Treze é um chick-lit muito gostoso de ler e perfeito para curar uma ressaca literária. Ele é narrado em primeira pessoa pelo ponto de vista de Luce, então é possível acompanhar todos seus anseios e suas trapalhadas. A escrita da autora é muito fluida, o que facilita o acompanhamento e é possível ler em apenas um dia.

Os personagens foram muito bem explorados na trama. Luce é uma garota madura para a sua idade, mas ela ainda é muito ingênua pois sua mãe a priva do mundo. Ela está descobrindo a adolescência e sonha com o momento mágico que ganhará o primeiro beijo. Ela tem muita pressa em completar dezesseis anos, pois ela não é popular e se acha sem graça. É essa ansiedade e impulsividade que faz com que ela se meta em enrascadas e queira pular as fases da vida. Rafa é sua melhor amiga, uma garota meiga e doce, companheira e adora conversar amenidades com Luce. Além da Rafa, tem o Bruno que também é seu melhor amigo, mas ele nutria um sentimento mais forte que amizade por Luce. Ele é maduro para a idade que tem e sempre fez de tudo para ver Luce feliz, infelizmente que não foi correspondido por ela. A mãe de Luce é mega protetora e rígida, ela não da liberdade para a filha e não deixa ela conhecer o mundo, ela tem muito medo que Luce se envolva com meninos porque diz que são todos iguais e não prestam. Talvez por esse comportamento dela, tenha obrigado Luce a ir para outros lados e descobrir sozinha sobre o mundo e as pessoas. Não podemos esquecer de Noah, o primeiro amor, o garoto lindo e talentoso, capaz de fazer Luce sentir coisas que desconhecia até então. Aquele amor proibido que fica cada vez mais desejado. Gostei muito do modo como a autora explorou o romance deles.

Esse é um livro super recomendado principalmente para o público alvo, acredito que irá agradar mais as garotas que estão entrando na adolescência e descobrindo a juventude. Ele me fez relembrar dos meus treze anos e toda aquela fase gostosa de descobrimentos, um livro muito nostálgico. Eu li ele em apenas um dia e fiquei desejando mais, o final ficou com pontas abertas e fiquei esperançosa que tenha uma continuação. Só posso parabenizar a autora e a editora pelo incrível trabalho com essa obra, recomendo!

11 comentários

  1. Olá!
    Adoro livros com histórias leves e divertidas e já fiquei curiosa pra ler esse que me lembrou muito os livro da Thalita Rebouças por ser uma história de adolescente cheia de trapalhadas. Fiquei contente em saber que a protagonista é madura apesar da idade e da ansiedade em crescer pois se tem uma coisa que me irrita são personagens imaturos.
    Gostei muito da sua resenha e vou anotar a dica.
    Beijos!
    Por Livros Incríveis

    ResponderExcluir
  2. Olá, Kétrin

    Já pude ler algumas resenhas desse livro e achei a história fofinha, mas não é pra mim. Tadinha...mal sabe ela wue crescer é uma enrascada. Se eu fosse ela ia escolher ter treze anos para sempre. Hahaha

    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oiee Kétrin ^^
    Eu adoro chick-lits, mas não tenho paciência para personagens tão novas, mesmo que elas sejam maduras ou bem desenvolvidas. O drama adolescente me irrita...kkkk' Mas fico feliz em saber que você gostou da obra, e imagino que o público alvo vai gostar ainda mais.
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  4. Olá, Kétrin!
    Ah que saudades das obras lidas no início da adolescência com essas tramas de descobertas e situações que para nós na época eram correspondentes a tempestades e avalanches. E eram mesmo! Só que de emoções e sensações com as quais não sabíamos lidar.
    A obra parece ser gostosinha de ler e sua resenha me atraiu a lê-la, apesar de não ser o estilo de leitura que busco no momento.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Oi!

    Apesar de tratar de uma premissa bacana, como não sou o público alvo, já imagino algumas coisas que irei encontrar. Infelizmente não tenho mais muito "saco" para dramas pré adolescentes. Mas fica a dica, quem sabe um dia eu tenha mais interesse em ler.

    beijos!

    ResponderExcluir
  6. Olá Kétrin,
    Esse livro é, mesmo, muito amorzinho e dá uma vontade de abraçar assim que termina.
    Também percebi algumas pontas soltas no final e fiquei com muita vontade de ter uma continuação, espero que a autora escreva. A única coisa que não gostei muito foi uma esperança que é deixada ao final. Nós sabemos que, na vida real, isso não acontece dessa forma não é?
    Adorei sua resenha e fiquei com uma mega vontade de reler.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  7. Nossa... eu fiquei lendo a resenha e pensando que quando eu tinha 13 eu era uma criança... muito infantil mesmo. Eu nem pensava em garotos... no sentido de primeiro amor e tal, tanto que meu primeiro beijo aconteceu anos mais tarde...rs
    Acho que seria legal ler um livro com um adolescente diferente do que eu fui - ainda mais que pela sua resenha parece que a autora acertou a mão no texto, fazendo com que ele fiquei bem agradável ao público alvo.
    gostei da capa e espero ter a oportunidade de ler o livro :)
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  8. Oi, Kétrin!

    Acho que já vi esse livro circulando pelas redes sociais, mas nunca cheguei a ler sobre o enredo. Sua resenha me interessou pois adoro esse gênero, me prendem completamente na leitura! Apesar de ser uma personagem com pouca idade, ser madura é essencial para mim. Digamos que eu não tenho muita paciência para personagens imaturos, rs. Gostei, acho que o lerei no futuro. Dica anotada!

    Sucesso com o blog sempre!
    Beijos, Belle.
    floraliteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    A premissa é bem interessante e fiquei curiosa para saber que teia de mentiras serão tecidas após Luce não contar a verdade em relação à sua idade ao professor de música.
    Fico feliz que os personagens sejam bem construídos e que Luce seja bem madura.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Acabei de lembrar do filme De repente 30. Não sou muito de ler chick-lit,mas de vez em quando pego um. Este parece ser interessante. Fico imaginando as confusões que ela se mete por conta da mentira.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Apesar de ter um público alvo definido, confesso que fiquei muito interessada em conferir a trama, mesmo com meus 26 anos. hahaha
    Sério, adoro essas leituras que me lembram da adolescência, é tão boa essa nostalgia. E também tem que sempre são livros gostosinhos de ler, né?
    Com certeza quero ler a obra, amei a capa, muito fofa!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir