A Caçadora de Bruxos, de Virginia Boecker

31 agosto 2016

A Caçadora de Bruxos

Autora: Virginia Boecker
Editora: Galera Record (Grupo Editorial Record)
Número de Páginas: 306
Gênero: Ficção, Fantasia

Sinopse: Na Ânglia do século XVI, a prática da magia é ilegal e infratores são queimados nas fogueiras. Elizabeth Grey é uma das melhores caçadoras de bruxos do rei: ela localiza e captura Reformistas, rebeldes suspeitos de praticar feitiçaria para que sejam julgados e executados, conforme manda a lei. Até que, inexplicavelmente, ela é incriminada e acaba presa sob a acusação de praticar a arte que se dedicou a erradicar. A salvação, no entanto, acaba vindo na forma de seu maior inimigo: Nicholas Perevil, o mago mais poderoso e procurado de Ânglia. À medida que Elizabeth se associa aos Reformistas, suas crenças sobre a legitimidade da proibição da magia são profundamente abaladas. Ela se vê em meio a uma contenda política de proporções épicas e percebe que seus antigos aliados agora são seus inimigos mortais. Será que Elizabeth está pronta para decidir de qual lado está sua lealdade, afinal de contas?


Em Ânglia no ano de 1558 um mago causou uma peste em que matou grande parte da população. Desde então a prática de magia, feitiçaria ou qualquer coisa do gênero foi proibida, e todos aqueles que praticam a bruxaria seriam designados a morrer queimados na fogueira. Devido as leis severas criadas pelo rei, Blackwell o inquisidor do reino tem a função de treinar um grupo de jovens para se tornarem caçadores de bruxos.

Elizabeth é uma das melhores caçadoras de bruxos, junto com seu melhor amigo, Caleb. Eles cresceram juntos, pois perderam os pais quando a peste atacou a cidade e ambos eram muito novos, desde então os dois se aventuram juntos na caça. Mas tudo muda quando acontece um mal entendido com Elizabeth, ela é pega com ervas dentro do casaco e logo é acusada de ser uma feiticeira. Ela é largada dentro da prisão para ter o mesmo fim de todos os bruxos, queimada na fogueira. Porém, seu maior inimigo aparece para salvá-la, Nicholas Perevil é o mago mais poderoso de todos e líder dos Reformistas (os que lutam em defesa da magia), além de ser o mais procurado em toda Ânglia.

Em troca da sua liberdade, Elizabeth precisa ajudar Nicholas a cumprir uma missão que vai contra tudo o que ela luta. Após passar um tempo com o grupo de magos protegidos de Nicholas, ela percebe que nem tudo o que ela acreditava era verdadeiro e cria uma batalha dentro de si. Agora ela precisa decidir em quem acreditar enquando vai fazendo descobertas que pode mudar o mundo.

"Seu maior inimigo não é aquele contra o qual vocês lutam, e sim o que vocês temem."

A Caçadora de Bruxos é um livro repleto de magia e fantasia, eu confesso que quando comecei a leitura não sabia exatamente o que iria encontrar nessas páginas, mas fui fisgada para dentro dessa história fantástica de um jeito único. Apesar de eu não ser muito fã de fantasias medievais, esse livro me fez abrir os olhos para o gênero e me encantei com o mundo místico criado pela autora. Ela tem uma escrita totalmente leve e despretensiosa, apesar de ser um livro relativamente grande, é possível ser lido em apenas um dia, pois quando começamos a ler fica impossível largá-lo.

Os personagens são muito bem construídos, começando por Elizabeth que é uma garota forte e decidida, totalmente corajosa e destemida a enfrentar o impossível para proteger quem ela ama. Caleb foi o único que senti falta de um maior aprofundamento, ele sempre se mostrou um grande amigo mas no decorrer da história ele foi perdendo o foco e no final chegou com uma grande surpresa. Fifer, John e George são os magos com quem Elizabeth viveu junto de Nicholas, eles se mostraram grandes amigos e com o tempo foram ganhando a confiança dela, estavam dispostos a mostrar os benefícios da magia e também a abrir os olhos de Elizabeth sobre as políticas do reino. E além de tudo isso, existe um romance muito fofo no meio que vai deixá-la com as pernas no ar.

O livro foi muito bem construído e acredito que irá agradar a todos os amantes de uma boa fantasia. Recheado de bruxas, magos, feiticeiras, fantasmas, videntes, ressuscitados e diversos seres místicos que irão encantar a todos os leitores. O livro trás uma mensagem reflexiva sobre confiança e lealdade, nem sempre podemos acreditar fielmente a quem nos mostrou confiança a vida toda. Como um todo, o livro me agradou muito e recomendo a todos.

17 comentários

  1. Olá
    Adorei sua postagem! Estou ansiosa para meu exemplar chegar e fazer a leitura também. É um livro que está chamando muito a minha atenção, especialmente pelo gênero e precisa. Seus comentários só comprovam que irei curtir a trama, ainda mais por conta dos elementos fantásticos, bruxos e afins...
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, kétrin, amei essa resenha bem como estou de olho no livro há tempos. eu gosto de fantasias medievais e essa coisa envolvendo bruxaria na antiguidade sempre me chama atenção, gostei de saber que o livro te fisgou.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Kétrin

    Esse livro entrou pra minha wishlist assim que foi lançado, mas ainda não consegui comprar. Essa é a primeira resenha que eu leio e fiquei bem satisfeita com o que li.
    E ainda tem o fato da personagem feminina ser forte e destemida, e eu adoro isso.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  4. Oii, tudo bom??
    Nossa, fiquei muito interessada no livro. Não o conhecia, mas sua resenha é instigante, a capa, sinopse, tudo chamou a minha atenção. Amo histórias de bruxas e bruxos. E essa coisa dela ter sido presa mesmo sendo a que mata é muito legal.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    inicialmente eu achei que fazia parte da série Bruxos, mas pela sua resenha me parece que não.
    Adoro livros com essas temáticas e ao saber que é bem construído, fiquei interessada, pois muitas vezes os buracos são tantos que nos perdemos no enredo.
    A verdade é que a gente só conhece alguém, quando os privilégios acabam né ?! Achei a mensagem do livro interessante e já marquei em meus desejados.
    Beijos
    www.estilogisele.com.br

    ResponderExcluir
  6. Esse conjunto de seres fantásticos, bruxos, feiticeiras, magos, me deixa um pouco confusa, mas a forma como você descreveu o enredo me deixou curiosa pra caramba para ler o livro. De cara, já gostei da Elizabeth.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá amore...
    Já vi algumas resenhas a respeito desse livro e fiquei mega curiosa pela leitura. E com a sua não foi muito diferente!
    Essa capa é um arraso né.
    Gostei dessa coisa de mensagem de confiança e lealdade... além da magia (gênero este que amo).
    Beijokas!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Ketrin, estou doida para comprar esse livro pois por tudo que você citou na sua resenha ele é recheado de todos os elementos que mais gosto em uma boa fantasia. A única coisa que não me agradou muito foi a capa, mas o enredo me parece tão interessante que esse fica sendo apenas um detalhe.
    Bj

    ResponderExcluir
  9. Olá Kétrin,
    A sua é a segunda resenha que leio desse livro e fiquei muito interessada na leitura. O enredo chamou muito minha atenção e pareceu ser bem diferente do que estamos acostumamos a encontrar. Me agradou saber que os personagens são bem construídos e que Elizabeth é uma garota forte. Acho isso incrível.
    Vou anotar a dica.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  10. Hi baby, tudo bem? assim como você também não estou habituada com livros desse tipo mas esse é realmente muito interessante, gostei do seu ponto de vista sobre ele e fiquei com muita vontade de ler, só vou encaixa-lo na minha listinha interminável hehe

    Lilian Valentim
    http://speakcinema.blogspot.com.br/
    beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Oi kétrin,
    Ao contrário de ti, eu sou fissurada em histórias medievais, principalmente as fantasias. eu fiquei interessada nesse livro, quase solicitei, mas acabei optando por outros. Adorei saber que é realmente uma história boa e que os personagens são construídos de uma maneira legal também. Fiquei curiosa para ler!

    bjs

    ResponderExcluir
  12. Oi Kétrin,
    Eu nunca li uma fantasia medieval. Aliás, acho que li poucas fantasias na vida.
    A sua resenha pode influenciar muitas pessoas a sentir vontade de ler a obra. Ficou muito bem escrita!
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oie...
    Fiquei muito feliz por você ter curtido a história e a ter achado bem construído, que é na minha opinião um dos pontos mais importantes pra mim.
    Não curto muito livros fantásticos, logo, não é um livro que leria.
    Beeijos

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem? Eu também não era muito fã de fantasias medievais, mesmo amando estórias medievais, mas esse livro me conquistou, ele se parece muito como o que estamos passando atualmente, todos esses conflitos que causam mortes e sofrimentos, e se estivermos do lado errado, e se houver um lado errado ou certo? Achei o livro meio filosófico (risada) Amei a resenha, você escreve muito bem, parabéns, beijos, até mais
    Blog Leer Soñar Crear: http://leesoncre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi Kétrin,
    Ainda não conhecia a história é achei um encanto. Todo esse misticismo com bruxos, magos fantasmas e mais, me chamam a atenção, ainda mais quando a história flui e é bem construída. O fato de acrescentar a lealdade e a confiança também é um ponto à mais, e fiquei bem curiosa com o romance, hahaha. Adicionado a lista.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  16. Fiquei justamente me perguntando qual a situação do Caleb diante da prisão dela, e agora ainda mais curiosa sobre a surpresa apresentada por ele no final. Como gosto do gênero e gostei do enredo, já estou anotando a dica.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  17. Oi Ketrin,
    Eu gostei do livro, parece muito a minha cara. Gosto do gênero fantasia, e ainda por cima com o cenário medieval (♥)

    A escrita da autora parece ótima, e os personagens são bem cativantes. Espero ler assim que possível...mas não gostei da capa do livro.

    Beijoss querida, Enjoy Books

    ResponderExcluir