Resenha: O Circo da Noite, de Erin Morgenstern

20 maio 2014

Livro: O Circo da Noite
Autora: Erin Morgenstern
Editora: Intrínseca
Páginas: 365


Sinopse:  Sob suas tendas listradas de preto e branco uma experiência única está prestes a ser revelada: um banquete para os sentidos, um lugar no qual é possível se perder em um Labirinto de Nuvens, vagar por um exuberante Jardim de Gelo, assistir maravilhado a uma contorcionista tatuada se dobrar até caber em uma pequena caixa de vidro ou deixar-se envolver pelos deliciosos aromas de caramelo e canela que pairam no ar. Por trás de todos os truques e encantos, porém, uma feroz competição está em andamento: um duelo entre dois jovens mágicos, Celia e Marco, treinados desde a infância para participar de um duelo ao qual apenas um deles sobreviverá. À medida que o circo viaja pelo mundo, as façanhas de magia ganham novos e fantásticos contornos. Celia e Marco, porém, encaram tudo como uma maravilhosa parceria. Inocentes, mergulham de cabeça num amor profundo, mágico e apaixonado, que faz as luzes cintilarem e o ambiente esquentar cada vez que suas mãos se tocam. Mas o jogo tem que continuar, e o destino de todos os envolvidos, do extraordinário elenco circense à plateia, está, assim como os acrobatas acima deles, na corda bamba.



Em um simples encontro com Próspero (o mágico) e seu velho amigo Alexander, eles decidem mais uma vez iniciar uma disputa realizada por duas pessoas escolhidas por eles mesmos, essas são Celia (a filha do mágico) e Marco (o menino que será adotado por Alexander). Não contentes apenas com os escolhidos, eles precisam ter um lugar certo para essa batalha ser feita, e nisso é criado o Le Cirque des Rêves.

“O Circo dos Sonhos é a resposta. A garotinha sorri, encantada.”

Celia e Marco não se conhecem logo que seus destinos são traçados, mas ambos são educados e criados para ganhar essa batalha, com treinamentos fortes e doloridos, cada um tem sua força própria. E são incapazes de saber o que o futuro deles está reservando, um amor forte e bonito.

“Vai ser preciso bem mais do que esse seu sorriso charmoso para me seduzir.”

“- Eu confesso, Srta. Bowen, que você não é quem eu esperava.
- Posso assegurar que o sentimento é mútuo.”

O foco do livro não é a história de amor, mas sim o próprio circo onde tudo será realizado e desenvolvido. O lugar é maravilhoso, com personagens secundários que dão ênfase a história, com acrobatas, ilusionistas, contorcionistas, encantadores, mágicos e tudo que um circo tem direito! 
Le Cirque des Rêves é uma mistura de encantamento e realidade, onde existem tendas com espetáculos fabulosos e sonhos a ser vividos. Repleto de romance, magia e drama, o circo me conquistou.

“As pessoas só veem o que querem ver. E, na maioria das vezes, o que dizem para elas verem”

Fiquei impressionada com a imaginação da autora, ela criou uma história maravilhosa e envolvente. É uma obra para se envolver, participar da trama e conhecer esse mistério. Eu adorei o livro e convido a todos para conhecer esse circo e toda a sua magia.

“-Ninguém naquela plateia acredita nem por um segundo que o que faço lá na frente é real – diz com um gesto vago na direção do palco. – Essa é a beleza de tudo. Você já viu as engenhocas que esses mágicos constroem para conseguir as façanhas mais banais? São um bando de peixes cobertos de penas tentando convencer o público de que podem voar, e eu sou apenas um pássaro entre eles. “


2 comentários

  1. Acho linda essa capa. A história não achei grande coisa, mas darei uma chance.

    http://www.tudoquemotiva.com/

    ResponderExcluir
  2. Eu sou apaixonada pela diagramação do livro, é tudo perfeito e bem feito pela editora! E foi isso que me fez compra-lo sem ao menos ler a sinopse.

    Mas ainda não li, li apenas as primeiras paginas, pretendo terminar a leitura ainda este ano ^^

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir