Filme: Minha Mãe é uma Viagem

21 abril 2014

Título Original:  The Guilt Trip
Gênero: Comédia
Duração: 95 min
Ano: 2012
Direção: Anne Fletcher


Sinopse: Andy Brewster está prestes a realizar a viagem de seus sonhos pelo país e quem melhor para acompanhá-lo do que sua autoritária mãe Joyce. Depois de decidir dar início à sua aventura com uma rápida visita à sua mãe, Andy se vê forçado a levá-la com ele na viagem. Por 3.000 milhas de cenários sempre diferentes, ele constantemente se irrita com as artimanhas da mãe, porém, com o tempo, ele percebe que suas vidas têm mais em comum do que ele imaginava. Os conselhos de sua mãe podem acabar sendo exatamente aquilo que ele precisa.




Andy mora á quilômetros longe da mãe, ele é um químico talentoso e criou um produto de limpeza orgânico, passa maior parte do tempo viajando em função de empresas para vender seu produto. Até que um dia ele foi visitar a mãe, e em uma conversa ele descobre que ela sempre foi apaixonada por um ex-namorado. Já com o pai falecido, ele decide ir em busca desse ex-amor dela, com a finalidade de juntar os dois, e nisso ele leva a mãe em uma viagem ao redor dos Estados Unidos.
O filme mostra o perfil de uma mãe super protetora que chega a ser inconveniente em certos momentos, apesar desse ser o ponto forte do filme, pois ele nos mostra o relacionamento mais comum entre uma mãe e um filho, que com o passar do tempo vai criando forças para aproximá-los.
É um filme simples e leve, com um toque de humor, mas na maior parte do tempo nos faz refletir.



Trailer:
 

3 comentários

  1. Esse filme é muito bom, ri em várias cenas, mas também me emocionei qdo discutem a relação mãe e filho.
    Recomendo com certeza.

    ResponderExcluir
  2. Eu já ouvi falar milhões de vezes desse filme, mas nunca parei pra assistir. Vou ver se tem ele pra assistir no netflix, pelo que você falou parece ser bem legal!
    Beijos, linda. Adorei o blog, muito fofinho!
    http://www.coisasdarah.com

    ResponderExcluir
  3. Nossa este filme passa uma mensagem super bacana e na parte da discussão não tem mesmo como não se emocionar. Quem nunca?

    Bjao!
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir