Resenha: Ratos, de Gordon Reece

26 janeiro 2014

Livro: Ratos
Autor: Gordon Reece
Editora: Intrínseca
Páginas: 238


Sinopse: Shelley e a mãe foram maltratadas a vida inteira. Elas têm consciência disso, mas não sabem reagir — são como ratos, estão sempre entocadas e coagidas. Shelley, vítima de um longo período de bullying que culminou em um violento atentado, não frequenta a escola. Esteve perto da morte, e as cicatrizes em seu rosto a lembram disso. Ainda se refazendo do ataque e se recuperando do humilhante divórcio dos pais, ela e a mãe vivem refugiadas em um chalé afastado da cidade. Confiantes de que o pesadelo acabou elas enfim se sentem confortáveis, entre livros, instrumentos musicais e canecas de chocolate quente junto à lareira. Mas, na noite em que Shelley completa dezesseis anos, um estranho invade a tranquilidade das duas e um sentimento é despertado na menina. Os acontecimentos que se seguem instauram o caos em tudo o que pensam e sentem em relação a elas mesmas e ao mundo que sempre as castigou. Até mesmo os ratos têm um limite.


Shelley sempre teve uma vida normal e tranquila. Até que um dia os pais se divorciam e ela começa a sofrer bullying na escola.
O pai dela, um advogado de família, trocou a filha e a esposa por sua secretária, trinta anos mais nova que ele. Shelley se recusava a chamar de “nova mãe” quem ela poderia dizer que seria sua irmã mais velha. Mas claro que tudo isso não impediu que seu pai disputasse com a mãe de Shelley pela guarda dela. Mas ela queria desesperadamente viver com sua mãe, e foi o que aconteceu.
Shelley denomina ela e a mãe como “ratos”, porque ratos ficam entocados e coagidos, se escondendo.
As amigas de Shelley começaram a mudar, mudaram as roupas, os cabelos, começaram a usar maquiagem e a parar de dar importância as aulas, e então vendo que Shelley não mudou nada, continuava aquela menina esforçada nas aulas, manteve o mesmo penteado por anos, não perdeu a forma infantil em seu corpo e usava as mesmas roupas e calçados para ir á escola, começam a fazer bullying com ela. Mas tudo começa com comentários irônicos, até que as coisas saem do controle e quando Shelley viu, já estava sendo agredida fisicamente. Até que uma vez, as meninas colocaram fogo no rosto de Shelley e ela foi parar no hospital, ficou com cicatrizes na testa e no pescoço. E então, ela e a mãe decidem se mudar para um chalé afastado da cidade.

“... Afinal, éramos ratos. Não procurávamos um lar. Procurávamos um lugar onde pudéssemos nos esconder.”

Shelley estava tendo aulas em casa, estava indo tudo muito bem, até que um dia elas são assaltadas. A partir desse momento, suas vidas iriam mudar para sempre.
Em seu 16º aniversário que era pra ser o dia mais feliz, em plena madrugada a casa delas foi assaltada. O ladrão que por sinal estava bêbado e drogado, fez com que elas ficassem amarradas na cozinha enquanto ele “vasculha” a casa. 

“... Agora, estávamos amarradas e aterrorizadas, esperando para descobrir se o assaltante drogado nos mataria ou nos deixaria vivas.”

Foi quando o assaltante já estava indo embora, que Shelley teve um sentimento estranho, ela precisava ir atrás dele. Como ela já estava se desamarrando, ela correu e pegou a faca que estava em cima da mesa e foi atrás dele...

"Quando um gato entra na toca dos ratos, ele não vai embora deixando-os ilesos. Eu sabia como aquela história iria terminar. Ele mataria nós duas."

O livro é envolvente e eu me comovi com a história de Shelley, tudo que ela passou, ver a família se destruindo, ter sofrido bullying por suas antigas melhores amigas, e logo depois quando ela pensou que teria uma vida nova, que tudo iria se acalmar, elas tem a casa assaltada e a partir daí tudo muda na vida delas. A escrita do autor é fantástica, te prende na leitura até descobrir o que acontece no fim, o livro da aquele gostinho de quero mais.

14 comentários

  1. Essa é a minha próxima leitura e estou super curiosa! Parece ser muito bom e emocionante,
    Adorei a resenha, me deixou querendo ler mais rápido ainda para saber o destino das duas.

    http://depoisdeumlivro.blogspot.com.br/
    espero a sua visita (:

    ResponderExcluir
  2. Gente me interessei muito pelo livro, pena que estou pobre até março oh vida, mas vou querer ler achei super maneiro a estoria gosto desse tipo de leitura

    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é muito boa a história, surpreendente :D
      beeeijos

      Excluir
  3. Eu já vi esse livro em outro blog, mas ainda não tinha lido uma resenha dele. Eu achei muito interessante e quero muito achá-lo aqui onde eu moro. Beijos..
    http://frases-perdidas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você achar, não perca a oportunidade de lê-lo :D
      beeeeijos

      Excluir
  4. Oi Kétrin, tudo bem? Ainda não tinha lido nada sobre este livro, nem o conhecia, mas achei a história bem interessante e quero conhecer mais sobre. Vou tentar encontrá-lo por ai! É o tipo de leitura que me comove.
    Beijos,
    alanahomrich.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oláa, a história é muito comovente mesmo, se você ler vai adorar :D
      beeeijos

      Excluir
  5. Eu vi essa resenha à pouco tempo, e me interesso cada vez mais em le este livro. Porém não o acho =/
    Beijos
    www.dreams-am.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A hora que você encontrá-lo, não perca a oportunidade de ler :D
      beeeiojs

      Excluir
  6. Olá, passeando pela Blogosfera achei seu blog!
    Adorei ele e já virei seguidora...
    Te convido para conhecer o meu também: http://www.starfashionmakeup.com.br/
    Te espero lá :)
    Beijinhos!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oláa, muuuito obrigada :D
      irei seguir de volta !
      beeijos

      Excluir
  7. Já faz tempo que escuto falar desse livro esses dias quase comprei ele, mais desisti. Mais agora deu vontade de ler sua resenha me deixou curiosa e legal livros assim, te fazem pensar.

    http://momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir