Crítica: A Garota Dinamarquesa

27 junho 2016



Título Original: The Danish Girl
Gênero: Drama, Biografia
Duração: 1 hora 59 min
Ano: 2016
Direção: Tom Hooper


Sinopse: Cinebiografia de Lili Elbe (Eddie Redmayne), que nasceu Einar Mogens Wegener e foi a primeira pessoa a se submeter a uma cirurgia de mudança de gênero. Em foco o relacionamento amoroso do pintor dinamarquês com Gerda (Alicia Vikander) e sua descoberta como mulher. 




Refletindo: O Homem Perfeito

24 junho 2016


Um dia me pediram para idealizar o cara perfeito, como se perfeição existisse. Mas eu idealizei como num conto de fadas, era alto, forte, musculoso, bonito, atencioso, gentil, amoroso, alegre, cheiroso, bom de cama, sincero, fiel e blá blá blá... Mas parei e pensei, sim é assim que toda mulher quer, mas eu não quero o das outras, nunca quis, sempre quis o diferente, o contrário, odeio par de vaso. Então resolvi idealizar o meu cara perfeito, não o que as mulheres sonham, e bem, começa assim...

Ele tem que ser misterioso, de começo não falar da sua vida, não contar o passado, não planejar o futuro, e ainda tem que deixar um ar de desconfiança, sim é que eu adoro mistério, investigar, descobrir... Não gosto do óbvio! Tem que me ligar, sim me ligar, mas quase nunca, se não eu enjoo, deve me ligar quando eu não quiser, ao invés de ser quando eu mais preciso. Surpreenda-me, mas não sempre, isso cansa, pelo menos pra mim. Fique uns dias sem aparecer, mas não me esqueça, apenas me provoque saudade, eu gosto da saudade, da mais vontade. Não me engane, mas também não seja tão transparente, eu gosto de quem enfeitiça com palavras. Não me discorde, mas também não concorde, odeio que as nossas ideias sejam iguais.

Deve usar um bom perfume, mas não doce, e nem fraco, eu gosto do forte do marcante. Precisa cantar, mesmo que desafinado, mas não alto, baixo ao pé do meu ouvido isso me provoca arrepios, sim eu falei arrepios, não sorrisos apaixonados. Não me diga eu te amo a cada 10 segundos, me diga cada vez que tiver vontade, mesmo que seja uma vez ao mês, mas que seja de verdade, porque eu sei quando estão mentindo. Tente me entender, mas não me entenda por completo,  não quero viver com alguém que sabe tudo sobre mim, eu quero que ele me descubra aos poucos e o mesmo com ele, vice-versa. Deve pegar a minha mão, mas não me prender, gosto de liberdade, e gosto de vê-lo livre. Mas gosto de fidelidade, seja fiel a mim, mas também as tuas vontades, mas que as tuas vontades não ultrapassem o limite do respeito a mim. Não me fale sobre sua ex, nem me compare. Eu sou melhor e faço melhor, me diga isso, mas não diga que está se referindo ao seu passado, mas diga que isso é que sou.

Não deve me apresentar pra a mãe depois de ter ido à cama, pode ser que eu descubra as suas inseguranças. Ah, não grite comigo, mas também fique em silêncio. Não transe comigo só por amor, nem só por desejo, tenha os dois, mas durma comigo, sem saber o porque de você querer só aquela mulher toda noite na sua cama, e não me pergunte se foi bom para mim, talvez tenha sido péssimo e não queira te explicar que já tive melhores, e não seja conservador, sim eu sou safada, e você deve ser, porque se não nunca daríamos certo, mas não acabe com a minha imagem de boa moça, porque não quero ser apresentada aos seus conhecidos como a safada, e nem você quer. Sim eu faço o que você gosta, mas faço também o que eu quero e não tenho limites nem pudores. Mas é eu que decido quando ser boa, quando ser má.

Ah tanto mais no meu homem perfeito, mas posso defini-lo em uma palavras CANALHA, sim cafajeste e tudo mais, é desse tipo que gosto, e não me venha dizer que não vou sofrer, depois que você derrama uma lágrima por alguém, você vicia e vira o veneno contra ele, e todo canalha come na mão de uma mulher determinada e ousada. Não tenho medo deles, é os que amo, se vou me machucar não importa, eu tenho os remédios certos pra me curar. Por isso jogo com eles, por isso amo. Odeio o perfeito, eu amo mesmo o imperfeito, o meu cara imperfeito, não o seu cara perfeito. Seja feliz com o seu príncipe, um dia ele virará sapo e o meu canalha pode mudar, ou continuar o mesmo, mas pelo menos eu não espero demais, e assim também não me decepciono, porque afinal nem em contos de fadas há perfeição. Às vezes o príncipe esquece de combinar o tom da camisa com o sapato, e todo príncipe é brega, então não existe perfeição. Mas siga se iludindo, minha cara, enquanto eu aproveito a noite nos braços dos venenos mais marcantes e gostosos, e você aí sábado de noite, comendo e olhando um filmezinho chato, e ganhando calorias com o seu príncipe nada perfeito. Viu agora a diferença entre eu e você, entre eu e as outras mulheres...

- Autor desconhecido

Crítica: Krampus - O Terror do Natal

23 junho 2016



Título Original: Krampus
Gênero: Terror, Fantasia, Comédia
Duração: 1 hora 38 min
Ano: 2016
Direção: Michael Dougherty


Sinopse: Uma família se prepara para as festas de Natal, mas o pequeno Max não está contente de ver seus familiares brigando o tempo inteiro. Irritado, ele acaba despertando uma força maligna chamada Krampus, que nada mais é do que a sombra do Papai Noel. Este monstro ataca principalmente pessoas que não acreditam no Natal, e coloca em risco Max e toda a sua família.

SORTEIO: Vinci - Young Editorial

22 junho 2016


Vinci... Um livro para ler, suspirar, interagir e se encantar. Em cada página uma história para rir, se emocionar, refletir. Seu caderno, sua agenda, seu livro sobre vida, amor, sobre você! Impossível resistir ao encanto de Vinci.

Hoje venho com uma mega notícia de que a Young Editorial que é parceira aqui do blog, está sorteando um exemplar do livro VINCI.

Quer concorrer ao livro? É só preencher o formulário abaixo. Não se esqueçam que tem entradas que é obrigatório preencher, e as demais são opcionais, mas valem pontos que serão somados. Quantos mais pontos somar, mais chances terá de ganhar!


REGULAMENTO

  • Morar em território brasileiro;
  • O período de inscrição será do dia 17/05/2016 ao dia 31/05/2016;
  • A YOUNG EDITORIAL será responsável pelo envio do livro;
  • Ter um responsável em casa para receber o livro, ou o próprio ganhador;
  • O vencedor terá um prazo de 48 horas após o resultado, para responder o email. Caso contrário, o sorteio será refeito; 

a Rafflecopter giveaway
BOA SORTE!

A Menina que não queria ser Top Model, de Lia Zatz

21 junho 2016

A Menina que não queria ser Top Model

Autora: Lia Zatz
Editora: Biruta
Número de Páginas: 151
Gênero: Juvenil

Sinopse:  A mãe já tem o futuro traçado para a filha. Mas será que a filha compartilha os mesmos sonhos? Em 'A menina que não queria ser top model', Lia Zatz nos coloca diante da relação delicada entre mãe e filha. Nessa narrativa, sensível e dinâmica, todos têm voz e querem contar sua história. Não existe o certo e o errado. Apenas duas pessoas aprendendo a se conhecer e, ao mesmo tempo, a se relacionar uma com a outra com o mundo.